cadastre-se: Posts | comentários

Sobre

André Martins, filósofo e psicanalista, nasceu em São Paulo em 1966, tendo aos três anos de idade vindo morar no Rio de Janeiro, onde cresceu e reside até o presente.

Doutor em Filosofia pela Université de Nice (1994), e Doutor em Teoria Psicanalítica pela UFRJ (2002), com Pós-Doutorado Jr. em História dos Sistemas de Pensamento pela ECO-UFRJ (1995-1997) e Pós-Doutorado Sênior em Filosofia pela Université de Provence (2004).

Professor Associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro, leciona no Departamento de Filosofia do IFCS (Graduação, Mestrado e Doutorado) e no Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina.

É membro do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFRJ (PPGF), do qual foi vice-coordenador (2010-2011), e onde orienta pesquisas de Graduação, Mestrado e Doutorado. É também membro do PPG em Saúde Coletiva (FM/DMP/IESC).

Autor do livro ‘Pulsão de morte? Por uma clínica psicanalítica da potência’ (Ed.UFRJ, 2009), e organizador de ‘O mais potente dos afetos: Spinoza e Nietzsche’ (Martins Fontes, 2009), ‘As ilusões do eu: Spinoza e Nietzsche’ (com Homero Santiago e Luís César Oliva; Civ.Brasileira, 2011), ‘O futuro do corpo e da saúde’ (CPFL, 2011) e ‘Spinoza et la psychanalyse’ (com Pascal Sévérac; Hermann, Paris, 2012).

Publicou mais de setenta artigos em periódicos especializados e capítulos de livros no Brasil, França, Hungria, Suécia, EUA e Bélgica.

Coordenou o projeto CAPES-COFECUB ‘Crises e anátemas da modernidade filosófica: Spinoza e Nietzsche como sismos na metafísica da subjetividade’, estabelecido entre PPGF-UFRJ, USP, Unicamp, Paris X, Reims e Amiens (2008 a 2011).

Organizou a XVI Journée Spinoza, realizada na École Normale Supérieure de Paris (com Pascal Sévérac, ENS, 2007). Organizou e presidiu as edições I, II e III do Congresso Internacional Spinoza e Nietzsche, realizadas na Maison de France e na UFRJ (2006), na USP (2009) e em Paris X (2011).

Organiza desde 2005 o Seminário SpiN de Filosofia Moderna e Contemporânea (PPGF-IFCS).

Coordena o Grupo de Pesquisa Spinoza e Nietzsche (SpiN-PPGF/UFRJ); é membro colaborador do Groupe de Recherches Spinozistes (GRS); membro do Groupe International de Recherches sur Nietzsche (GIRN); membro do Grupo de Pesquisa História, Saúde e Sociedade (FM/IESC/UFRJ); membro do Gt da Anpof Pensamento do Século XVII; membro do Espace Analytique de Paris e do Círculo Psicanalítico do Rio de Janeiro, do qual foi membro da diretoria e editor de sua revista Cadernos de Psicanálise em 2011 (ISSN 1413-6295).

Foi professor visitante dos Deptos de Filosofia das universidades de Amiens (2008 e 2011) e Reims (2008), nas quais ministrou disciplinas da grade curricular do curso de Graduação em Filosofia. Foi pesquisador visitante da Université de Provence Aix Marseille I e Pesquisador convidado na Université de Paris I Panthéon-Sorbonne (2004).

Proferiu, a convite, 27 conferências nas seguintes universidades européias de 2004 a 2011: Sorbonne, Aix, ENS, CIPh, Amiens, Reims, Paris VII, Paris X, Lisboa, Budapeste e Szeged.

Foi curador, no Espaço Cultural CPFL de Campinas (2007, 2010 e 2011), do programa Café Filosófico (da Tv Cultura, de São Paulo), no qual gravou oito conferências entre 2005 e 2011.

Coordenou o Dia Mundial da Filosofia no Brasil, promovido pela UFRJ em parceria com a UNESCO (IFCS, 2008 e Casa da Ciência, 2009 e 2010).

É professor convidado da Casa do Saber do Rio desde 2005. Foi professor convidado da Casa do Saber de São Paulo (2008).

É membro do Conselho Científico das revistas: Klesis (Departamento de Filosofia da Université de Montpellier, ISSN: 1954-3050), Aisthe (Filosofia e estética, PPGF-UFRJ, ISSN: 1981-7827), Ítaca (Filosofia, PPGF-UFRJ, ISSN: 1519-9002) e Interface: Comunicação, Saúde e Educação (Faculdade de Medicina da UNESP de Botucatu, ISSN: 1807-5762), do qual foi Editor Associado para a área de Filosofia e Saúde (2008-2011). Foi também Editor Adjunto dos Cadernos Saúde Coletiva, do IESC-UFRJ (2000-2003, ISSN: 1414-462x).

É Editor Responsável da Revista Trágica: Estudos sobre Nietzsche (PPGF-UFRJ, ISSN: 1982-5870).

É parecerista ad hoc de agências de fomento à pesquisa, de revistas científicas e de editoras universitárias.

Participou de 114 bancas de Doutorado, Mestrado e Graduação, e de 6 bancas de Concurso para Professor Adjunto em diversas universidades do país, dos quais presidiu um, no Depto de Filosofia do IFCS-UFRJ (2010).

Supervisionou 1 Pós-Doutorado Sênior (2010), 1 Pós-Doc Jr. (2011-2012) e 1 estágio doutoral sanduíche (doutorando da Université de Reims, 2008).

Orientou 8 teses de doutorado, das quais uma em co-tutela com a Université de Paris I Sorbonne; 24 dissertações de mestrado e 39 trabalhos de conclusão de curso de graduação e de iniciação científica, nas áreas de Filosofia, Saúde Coletiva, Teoria Psicanalítica e Comunicação.

É conferencista (tendo proferido mais de cem conferências para os mais diversos públicos) e consultor.

Os termos mais freqüentes em sua produção científica são: Spinoza, Nietzsche e Winnicott.